21 de abril de 2010

Curvas...

Vou andando num mundo com curvas
sinto frio nas maos e nao tenho luvas
Penso que a escuridão toma conta desse lugar
E é por essas e outras que deixo o vento levar
Tudo que era bom e o sentimento profundo de amar.
O mundo, aaah!
se tornou uma coisa vazia
sem pés, sem mãos, sem poesias,
Aqui não reina mais nem a harmonia
E como ainda queres a alegria???
Está tudo perdido, com buracos cheios de amargura
Onde a paz é Negra, Crua e nua!
Continuo andando, mas nao sei onde esse caminho leva...
Talvez pra uma curva com boas lembranças
Talvez pra um mar de tristeza,
Mas ainda tenho esperança
De cruzar aquele trecho , e ter certeza
Que ainda haverá a calma, o amor e a beleza!

Compartilhe