30 de maio de 2011

Viajando no Universo - Parte 4 - O Destino



Olá tripulação dessa nave ideológica interestelar, como vão todos?? Sei que muitos estavam ansiosos pela parte 4, rsrs, mas não tive tempo para postar antes, então, vamos ao que interessa.

Muitas pessoas acreditam em Destino, uma força que te impulsiona para um certo caminho, caminho esse que por mais que você faça escolhas diferentes irá sempre chegar até ele, ou seja não adianta fugir do que já está escrito para você. 

Essa teoria de destino surgiu a muito tempo e existem diversas teorias, uma delas é a da Grécia antiga, que , segundo os gregos, existiam 3 irmãs que ficavam a cargo de conduzir o destino de cada pessoa e também dos deuses, esse destino era na verdade tecido a fio, isso mesmo como se fosse um tecido, e para isso elas usavam uma espécie de tear chamada roda da fortuna. Então ficava a cargo delas decidir o que seria da vida das pessoas.

Bom, história a parte, pensei cá com meus óculos, será mesmo que seria possível uma força maior que conduz um caminho para cada um de nós, de como seremos, quem iremos conhecer, por onde andaremos, o que faremos, etc... Seria mesmo possível isso? 

A bíblia diz que Deus sabe de tudo que fazemos e que ainda iremos fazer, sabe de todas as nossas escolhas, então seria Deus o criador e controlador do destino?? Não, a bíblia ainda diz que Deus deixou o livre arbítrio, ou seja por mais que ele já saiba o que você vai fazer, você tem escolhas e essas escolhas podem fazer você mudar de caminho. Mas mesmo que você mude de caminho, Deus também já sabe o que você irá fazer, não importa qual seja a sua escolha. É parece bem complicado de entender isso, mas a física de Einstein explica!




Você deve estar se perguntando, como assim?? Bom Einstein e sua querida teoria da relatividade diz que:

O intervalo de tempo em um referencial em movimento em relação a um observador externo parece ser, para este, maior que o seu próprio intervalo de tempo. Explicando melhor, se um fenômeno periódico que no referencial de um dado observador inercial ocorre com um período T parece ocorrer em um período T 'maior num referencial inercial movendo-se em relação a este.


Como assim, Não entendi Nada!! Calma, vou dar um exemplo.

Imagine que você saia de casa as 4:00 da tarde para ir ao shopping a pé e chega lá exatamente as 4:30, agora imagine que ao invés de ir a pé você vá de carro, e chegue lá as 4: 10, você chegará antes do que se fosse a pé certo? Logo você chegará no futuro, mesmo que seja um curto espaço de tempo você estará chegando antes do que iria chegar, a teoria da relatividade diz exatamente isso, que quanto maior a sua velocidade, mais no futuro você estará. 


Logo, se temos um extra-terrestre lá em outra galáxia que esteja a bilhões de anos luz da Terra, a velocidade que as coisas acontecem lá seriam maiores que as daqui, logo ele nos viria no futuro. É um pouco complexo de entender, mas o caso é que para Einstein, não existe realmente Passado, futuro e presente, tudo acontece exatamente ao mesmo tempo, porém em velocidades diferentes.

Para ficar mais fácil, ou não, ahaha, é só você lembrar do filme De volta para o futuro em que o Marty Mccfly e o Doutor ora estavam no futuro, outra no presente ou mesmo no passado, e ele via o Marty do futuro vivendo normalmente, ou seja se você pensar direitinho enquanto o Marty vivia no presente, o Marty do "futuro" também estava vivendo, ou seja tudo ocorria ao mesmo tempo, só quem em velocidades diferentes. 



Então você pergunta, você quer dizer que é possível eu ja está vivendo o meu futuro? Claro, você está vivendo o passado, o presente e o futuro ao mesmo tempo, a questão é só a velocidade das coisas. Mas aí você para e pensa, então é possível eu descobrir o que vou fazer daqui alguns anos?  Bom, isso seria possível sim, se encontrarmos uma máquina que seja mais veloz que a própria natureza das coisas, o que é torna esse sonho impossível, ahaha mas no filme de Volta para o futuro é possível, A DeLorean fazia esse trabalho, porém como vocês devem lembrar o Marty do presente não podia deixar o Marty do futuro lhe ver pois causaria um "paradoxo" no sistema. 

Ou seja mesmo que existisse uma DeLorean  para nós irmos até o futuro, não adiantaria nada pois se nos visemos ia ocorrer um paradoxo, mas isso é assunto para uma outra hora. Ainda lembrando de De volta para o futuro, as escolhas que o Marty fazia no passado e no presente alteravam o futuro, logo aí está o livre arbítrio, porém isso só era possível devido a DeLorean ser mais rápida que o próprio tempo.

Enfim, a física de Einstein diz que o nosso futuro já aconteceu, assim como o nosso passado e o nosso presente, logo é por isso que Deus sabe o que você irá fazer, porque na verdade você já fez e não existe uma DeLorean para mudarmos isso. Então, você me pergunta, afinal existe um Destino?? 

Bom ta aí, depois de tudo que eu disse, deixo a seu critério responder essa pergunta!!

Aquele abraço no Baço e até a próxima!


Compartilhe