12 de fevereiro de 2011

Saudade de um sonho.


É saudade de um passado não vivido
De um amor intenso não correspondido
Dos queijos, dos vinhos e do frio de inverno
Que aos poucos... foram esquecidos
Dos vales e das montanhas que não foram caminhados
Da ternura de um beijo apaixonado
Das praças e das pombas que não foram alimentadas
Das manhãs de sol que não foram contempladas
É apenas saudade do sentimento sincero
Do povo falando é Vero
Dos planos feitos com muito esmero
De viver tudo que ainda quero
Sem ter que escrever assim, feito Homero.

Compartilhe