15 de janeiro de 2012

Conto

Olá navegantes, estava aqui a tomar um chá de cidreira, escutando Hey Jude dos Beatles e pensei, "que hora propícia para escrever algo, mesmo não sabendo o quê". Pensei mais um pouco e nada surgiu a mente, até que resolvi criar um conto é um conto que pode parecer estranho, mas será muito importante para  a próxima parte da série Viajando no Universo!


Era uma noite de quarta-feira, ela não tinha nada para fazer a não ser tentar pegar o rádio escondido dos pais, já passavam das 7  e a cama já estava feita para ela dormir, mas o rádio parecia chamá-la...

Os pais estavam na sala conversando e ela não via a hora de eles sairem para ela pegar escondido aquele rádio.. Aaah aquele rádio vermelho, era tudo que tinha e que queria ter naquele momento. Não demorou muito  e pensamentos veio a mente dela, pensamentos do tipo:

_ Passem o rádio agora mesmo que eu preciso escutar o quarteto de Liverpool!!

Ou também pensou:

_ Pai, Mãe, eu ouvi alguns vizinhos falando de algo muito estranho que iria passar hoje na rádio as 8 horas, parece que a polícia de Londres tinha algum informativo, mas não sei bem. Não seria melhor escutarmos?

Ou ainda:

_ Será que vocês poderiam me emprestar o Rádio por alguns minutos?

Mas pensou duas vezes e viu que nenhuma das alternativas funcionaria, então aguardou silenciosamente os pais  saírem as 7 e quarenta, pois iam em algum lugar que ela não sabia.


Então, a passos miúdos foi até a sala pegou o rádio vermelho sem fazer barulho algum para que os primos nao escutassem, voltou para o quarto pegou um sobretudo, um par de luvas pretas, colocou seu tênis surrado e saiu. Chegou na porta e esqueceu o chapéu. 

_ Aaah o maldito chapéu! Sem ele irão me reconhecer!

Resolveu voltar, deu meia volta ainda a passos miúdos voltou pegou o chapéu preto, e saiu correndo, seguiu numa ruazinha pouco iluminada e entrou numa casa com um cercadinho de madeira. 



Bateu na porta e disse, Ob-La-Di, Ob-La-Da! Rapidamente a porta se abriu e ela entrou. Na sala tinha uma pequena mesa de centro feita a mão e em cima dela havia vinho e queijo.  No sofá haviam 2 rapazes e uma moça. 


Faltavam apenas 3 minutos pras 8 da noite, então ligaram o rádio. Logo um dos rapazes disse:

_ Meu Deus eu nem acredito que nós conseguimos! 

Quando o locutor anunciou o quarteto, os jovens ficaram extremamente atentos, e quando escutaram a wanna hold your hand enlouqueceram, as meninas gritavam histericamente, os meninos não conseguiam parar de cantar e dançar, dava pra sentir a sensação de adrenalina pelo corpo deles, era simplesmente emocionante! 



A música tocava e quanto mais iê iê iês tinha, mais felizes os jovens ficavam, mas o ponto alto da noite foi quando a banda tocou I Should Have Known Better. Eles adoravam aquilo tudo, aquela mistura de sons que os deixavam se sentir no ápice da rebeldia, era como se burlasse as leis para encontrar a felicidade.

Cantaram, dançaram, se divertiram como nunca por meia hora, foi exatamente o tempo que o programa durou. Queriam ficar mais um pouco e beber aquele resto de vinho que sobrou, mas sabia que se o fizesse, não chegariam em casa. E não chegar em casa era sinônimo de grandes problemas!

Então, se despediram, e voltaram para casa ainda com uma sensação mágica de terem feito a maior aventura do mundo só para ouvir música. Era uma paixão desconhecida, um sentimento diferente que só eles sentiam. Era o nascer de uma nova década. 

Era os Anos Sessenta, a década dos Beatles!

__________________________

Beijo grande e até a próxima postagem!

Compartilhe