17 de março de 2012

Música da semana - New Deep




Bom dia meus caros tripulantes, como vão todos?


Bom muitos não devem lembrar do tópico "música da semana", pois ele foi praticamente esquecido, mas resolvi revivê-lo com uma música que tem tudo a ver comigo, e a música é:



New Deep - John Mayer



New Deep significa nova profundidade, essa música representa alguém que tenta parar de se preocupar com o significado da sua vida, de como ela é. A história se passa a noite, quando ele vai dormir, mas não consegue pois buscava em sua mente resposta do porque se achava chato e bobo, sensível, romântico e essa busca incessante o deixava triste, deprimido, cansado, ele só queria poder deitar e dormir tranquilo sem esses pensamentos. Veja no trecho abaixo, 



Eu estou tão vivo
Eu sou tão iluminado
Eu mal consigo sobreviver
Uma noite em minha mente
Então eu tenho um plano
Em que vou descobrir o quão chato eu sou
E me divertir


Então quando ele resolve parar de pensar sobre essas coisas da sua própria vida, ele bola um novo "plano" que é ser insensível e não tentar encontrar cada pedacinho de significado de si mesmo, e ele chama isso de nova regra de "ouro" porém, isso tudo é só um disfarce, pois ele mesmo diz que falar é fácil e apesar de achar que está tudo bem agora que parou de buscar significados, no fundo, seu ser, sua mente continua tentando fazer ele pensar sobre tais coisas.

Porque desde que eu tentei
Tentar não encontrar
Cada pequeno significado em minha vida
Está tudo bem
Eu estive ótimo
Com minha nova regra de ouro

Ser insensível é a nova profundidade
Cansado do velho eu
E falar é fácil como sempre

Logo, ele começa a pensar, será que Deus existe mesmo? Porque Ele ta esperando? Olha as estrelas, porque parecem ser tão frágeis como nós mesmos? 
E isso acaba contradizendo a si mesmo, com sua nova profundidade, sua nova regra de ouro, seu novo plano, ele não consegue ser alguém que não é por muito tempo, ele não engana a própria mente, que no caso é sua própria essência.

Será que há um Deus?
Por que Ele está esperando?
Você não acha estranho?
Já que Ele sabe meu endereço?
E olhe as estrelas
Elas não te lembram como somos frágeis?
Bem costumava ser assim, eu acho

Ele tenta se convencer de que mudou, e briga consigo mesmo como se estivesse falando com ele mesmo que sabe que esse plano não vai durar muito, é como uma eterna briga da razão x a emoção.



Eu sou um novo homem
Eu uso um perfume novo
Você não me reconheceria se seus olhos estivessem fechados
Eu sei o que você dirá
'Isso não durará mais do que o resto do dia'
Mas você está errado esta vez
Você está errado

Por fim, a briga da razão com a emoção continua e por aí segue a noite, sem a mente o deixar dormir e ele acaba chegando a conclusão de que mesmo achando as respostas para algumas coisas, ele nunca iria encontrar de verdade a resposta essencial da vida dele, é o que segue no trecho abaixo, na metáfora do poeta na varanda...

Pare de tentar entender
A profundidade só vai te desanimar
Sabe, eu costumava ser o poeta da varanda de trás com um livro de rimas
Sempre aberto sabendo o tempo todo
Que eu nunca encontrarei a rima perfeita
Para 'coisas mais pesadas'

E então, você gostou da música? Se gostou então escute-a:




E você pode conferir a letra original clicando aqui:



Aquele abraço no baço!!

Beijao e até a próxima!

Compartilhe