13 de outubro de 2009

Tudo passa...




Tomas Antônio Gonzaga

Lira XIV

Minha bela Marília, tudo passa;
a sorte deste mundo é mal segura;
se vem depois dos males a ventura,
vem depois dos prazeres a desgraça.
Estão os mesmos deuses
sujeitos ao poder do ímpio fado:
Apolo já fugiu do céu brilhante,
já foi pastor de gado.


Então, aproveite enquanto você ainda é jovem, mas aproveitar não corresponde as loucuras do mundo capitalista e sim viver cada momento com simplicidade, amor e dedicação!

Compartilhe