6 de março de 2012

Amar é um dom e ser amado é um privilégio


Olá navegantes, estava eu aqui como numa noite qualquer a escutar John Mayer, quando parei pra refletir um pouco no sentimento que traz a sua música. Sentimento esse que defino como amor.

A maioria das pessoas querem entender de fato o que é o amor, como ele funciona e como encontrá-lo, posso até dizer que é a essência da humanidade ir a procura do amor, porém a sociedade enfrenta uma certa "cultura" ou "herança" de "jeitos" ou caminhos para encontrar esse tal amor, exemplo disso são sempre frases clássicas do tipo você deve encontrar a sua cara metade, ou a sua metade da laranja. E como fazer isso? Alguns dizem que é simples, só procurar alguém com quem você se sinta completo, que se assemelhe a você, que goste das mesmas coisas que você. Outros dizem que não precisa procurar, apenas deve deixa-lo vir até você.

Bom "cultura" a parte, percebe-se que o amor pela qual a humanidade procura, não é AMOR, é apenas algo que preencha esse vazio que as pessoas costumam ter e esse vazio é o que eles chamam de parte que falta, porém eu discordo disso. 



O fato é que todo esse tempo a mídia e a "cultura" tem nos pregado ideais errados, nós já nascemos completos, cada um com seu próprio jeitinho, não é atoa que somos únicos. Dizer que você é uma metade é afirmar que você não é completo, é afirmar que tem uma parte de você vagando por aí, logo você não seria único!  



 Esse vazio é apenas falta do dom que você tem, mas ainda não descobriu que tem, o dom de amar, não amar de paixão, é amar de amor próprio, amor de irmão, amor de esperança, amor de comunhão, amor, simplesmente amor.

Amar não é fácil, poucos conseguem encontrar e aprimorar esse dom. Mas por mais difícil que seja, todos nós podemos senti-lo ao menos uma vez, exemplo disso é quando você escuta uma música e ela consegue te tocar profundamente, as vezes faz você chorar, mas não de tristeza e nem de alegria é apenas um sentimento que você não consegue decifrar e é esse o Amor verdadeiro. Outro exemplo e acho que o melhor que eu poderia citar é o amor de Mãe, amor esse insubstituível, inexplicável, inconfundível e incapaz de ser medido.  

Então, você começa a perceber que amar não é sair por aí a procura de "coisas" ou "pessoas" que te complete, amor é algo próprio, é um dom que você tem, mas que talvez a tarefa de molda-lo seja tão difícil que é bem mais fácil procurar alguém que já o tenha encontrado, na esperança que ele possa preencher o seu vazio. 




Portanto, sabendo que encontrar o verdadeiro sentimento de amar dentro de si mesmo é tao difícil, não ignore pessoas que realmente lhe amam, porque elas já descobriram o dom de amar e se realmente te ama, sinta-se privilegiado, pois de todas as pessoas que existe, ela escolheu você para amar! Lembre-se Amar é um dom e ser amado é um privilégio maior ainda.

Enfim, pare de procurar o amor, de buscar uma cara metade, abrace o amor que há em você, se ame, molde o seu maior dom, e viva, e ame profundamente! Agora reflita nessa frase:

" Lágrimas me vem aos olhos só de pensar, que a vida toda pode passar sem eu profundamente amar!"



____________________________________


Um abraço apertado e um beijo com carinho, até a próxima e não se esqueça de comentar.





Compartilhe